Ultrassonografia Geral

Artigo aborda correlação patológica das lesões polipoides da vesícula biliar

Lesões polipoides da vesícula biliar têm alta prevalência populacional, atingindo até 7% dos pacientes submetidos à ultrassonografia do abdome, em sua maioria correspondendo a alterações benignas. De acordo com os autores, pólipos maiores de 1,0 cm ou aqueles identificados em pacientes portadores de colangite esclerosante primária têm maior risco de corresponderem a adenocarcinomas, devendo ser considerados para remoção.

Autores: Mellnick VM, Menias CO, Sandrasegaran K, Hara AK, Kielar AZ, Brunt EM, Doyle MB, Dahiya N, Elsayes KM

Referência bibliográfica: RadioGraphics 2015; 35:387–399

Link para o PubMed: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25763724

0 comentário em “Artigo aborda correlação patológica das lesões polipoides da vesícula biliar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: