Mama

Trabalho publicado na Radiology demonstra o impacto da combinação da mamografia digital com a tomossíntese

De acordo com os autores, a combinação da mamografia digital com a tomossíntese nos exames de rastreamento mamário não alterou a frequência da classificação BI-RADS® 3, porém reduziu a necessidade de acompanhamento com menor intervalo de reavaliação, principalmente por reduzir as dúvidas diagnósticas em áreas de densidade assimétrica.

Autores: McDonald ES, McCarthy AM, Weinstein SP, Schnall MD, Conant EF

Referência bibliográfica: Radiology. 2017 Dec;285(3):778-787

Link para o PubMed: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28715278

0 comentário em “Trabalho publicado na Radiology demonstra o impacto da combinação da mamografia digital com a tomossíntese

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: